Praias exuberantes, culinária de dar água na boca e belas cidades que sobreviveram ao tempo. Estamos falando do estado baiano, um dos destinos preferidos de quem vive em Minas Gerais. Aproveitando o assunto, você saberia responder quais são as regiões mineiras que mais vão para a Bahia?

É disso que vamos falar neste post. Afinal de contas, a proximidade e as semelhanças entre os dois povos tornam o ambiente ainda mais agradável quando eles se unem. Logo, a pequena distância entre os territórios é só um pretexto para uma visita à Bahia.

E então, quer descobrir quais lugares de Minas mais se interessam pelas cidades baianas? Continue a leitura para conferir!

Afinal, quais são as regiões mineiras que mais vão para a Bahia?

Os mineiros são apaixonados pela Bahia, e o motivo é óbvio: as cidades turísticas do estado são deslumbrantes. A seguir, listamos alguns municípios mineiros.

Montes Claros

A lista de regiões mineiras que mais vão para a Bahia inclui Montes Claros, localizada na Serra do Espinhaço. Com cerca de 300 mil habitantes, o município é conhecido pela boa infraestrutura turística e por suas manifestações religiosas e folclóricas, como a Festa dos Catopês ou Festas de Agosto, um cortejo que movimenta toda a cidade.

Pirapora

Situada na região ribeirinha de Minas Gerais, Pirapora é formada por uma grande comunidade de pescadores — aliás, a origem do nome da cidade é indígena e significa “lugar onde o peixe salta”. Com pouco mais de 50 mil habitantes, o município é lembrado por suas lendas e crenças relacionadas ao Rio São Francisco.

Janaúba

Entre as regiões mineiras que mais vão para a Bahia está Janaúba, com cerca de 60 mil habitantes. A economia da cidade baseia-se na agropecuária, com destaque para a fruticultura. O rio da Barragem Bico da Pedra margeia o município. Suas belas praias de água doce atraem pessoas de diversas partes do país.

Salinas

Com quase 37 mil habitantes, Salinas é conhecida como a capital da cachaça e concentra até mesmo um museu sobre a bebida, localizado no antigo aeroporto da cidade. O município é lembrado também pela qualidade da carne de sol e do requeijão, além de seus festivais, suas festas juninas e sua tradição folclórica.

Januária

Às margens do rio São Francisco, fica Januária, cidade com mais de 60 mil habitantes. A tradição da Folia dos Três Reis Magos, que ocorre no início de todo o ano, é forte no município. O local é conhecido também pela rica culinária e pelo belíssimo rio Pandeiros, grande atração turística.

O que Minas e Bahia têm em comum?

Minas Gerais e Bahia têm mais pontos em comum do que muita gente imagina. Ambos os estados são formados por cidades históricas, com suas charmosas arquiteturas portuguesas e ruas de pedras.

As inúmeras igrejas antigas presentes nos dois territórios — muitas delas banhadas a ouro — são um destaque à parte, não é mesmo? Aliás, as festas religiosas — e também as folclóricas — são outra semelhança entre esses povos.

É importante citar ainda a presença de comunidades de pescadores em suas cidades, assim como a rica e saborosa culinária. Enquanto Minas é lembrado principalmente por seus queijos e temperos sem igual, Bahia encanta aos mais diversos paladares com os seus pratos típicos, como o acarajé, a moqueca e o vatapá.

Por fim, tem uma curiosidade sobre Minas e Bahia que a gente não pode deixar passar: você sabia que no final do século XIX até a década de 1960, existia uma ferrovia que ligava os dois estados? A estrada de ferro unia Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha, a Ponta de Areia (BA). Já imaginou a emoção que era chegar ao mar viajando de trem?

Agora, sim, você sabe quais são as regiões mineiras que mais vão para a Bahia. Por contar com paisagens naturais apaixonantes e únicas, as cidades baianas são desejadas não apenas por aqueles que vivem em Minas, mas por turistas de todo o mundo.

Gostou do post? Para ficar a par de outros conteúdos como este, curta a nossa página no Facebook!