Quem procura por diversão e descanso com a família precisa conhecer o paraíso das baleias jubarte, ainda mais em época de férias escolares. Você sabia que a região de Abrolhos é o ponto principal para conhecer sobre estas e outras perfeições da natureza?

Leia mais sobre elas neste artigo e programe suas próximas férias em família para esse paraíso natural cheio de experiências marinhas aguardando por você.

Onde ver as baleias jubarte?

As baleias jubarte são sempre atrações para quem as observa, já que são animais raramente vistos. Suas enormes caldas fazem muito sucesso entre os turistas e elas são puro carisma, mesmo que seus 16 metros e 35 toneladas possam assustar à primeira vista.

Não é preciso ir muito longe para avistar esses encantos: os principais pontos costeiros para observação dessas baleias no Brasil ficam ao sul da Bahia, nas cidades de Caravelas, Alcobaça, Prado e Nova Viçosa. Os meses de julho e agosto são os ideais para quem quer conhecer essas enormes espécies.

Ali também está localizado o porto do Parque Nacional Marinho de Abrolhos, onde se encontra o santuário da baleia jubarte. Com essa área de preservação criada ali, é possível ver de perto as “cantoras” que procuram pelas águas quentes da região para acasalar e dar cria a seus filhotes.

Esse também é um lugar onde os filhotes aprendem a respirar fora dá água sem que sejam surpreendidos por predadores. Como as águas são rasas, também é possível avistá-los em sua visita. A localização é considerada a mais importante região de reprodução da espécie no Atlântico Sul Ocidental, o que atrai muitos biólogos e turistas.

O que saber sobre o Parque Nacional Marinho de Abrolhos?

O berço das baleias jubarte foi criado em 1983 pelo Ibama e está localizado a cerca de 70 quilômetros da costa do extremo sul da Bahia. Trata-se de um agregado de ilhas vulcânicas e recifes de corais, um dos mais requisitados pela sua diversidade biológica.

O Parque Nacional Marinho de Abrolhos é o primeiro parque nacional do Brasil, e ganhou o nome de “berço” por abrigar o nascimento de um dos maiores grupo de baleia jubarte do país.    

Na cidade de Caravelas, onde fica a sede do Parque, saem as embarcações credenciadas para as visitações. Naquela localização, encontram-se também instituições protetoras das baleias, que fazem constantes estudos e acompanhamento das famílias.

Como fazer esse passeio?

As visitações começaram em 1988. O desembarque dos passeios acontece nas ilhas da Siriba e de Santa Bárbara. Atualmente, com o objetivo de preservação, não é possível habitá-las. 

Existem passeios de bate e volta, geralmente com dois horários, e também os de hospedagem — nesses casos, saiba que vai passar pela experiência de dormir em alto mar. Esse passeio é chamado de Live Aboard: a hospedagem dura de 2 a 4 dias no barco, tendo como passeios diversos mergulhos e o contato com belezas naturais.

Importante ressaltar que não é permitido mergulhar com as baleias, somente para observação. Os mergulhos são ótimo para analisar outras espécies marinhas ali localizadas, os naufrágios e a extensa formação de corais, igualmente encantadores.

O passeio vale muito a pena! Com certeza é uma experiência incrível para todas as idades. Como falamos, a baleia jubarte é do tipo carismática: elas emitem sons que parecem cantos, além de realizarem travessuras e piruetas chamando a atenção.

Para quem busca conhecer novos lugares e vivenciar novas experiências, a região de Nova Viçosa é uma excelente pedida. É uma das cidades mais bonitas da região, com inúmeras opções de ecoturismo. Fica localizada próxima às divisas de Minas Gerais e Espirito Santo, ideal para quem procura conforto e descanso antes ou depois uma visita ao Parque Nacional Marinho de Abrolhos.

Gostou de aprender mais sobre as baleias jubarte? Então aproveite para compartilhar este texto nas suas redes sociais e comece a programar essa viagem com os seus amigos!